Depilação a laser ou Fotodepilação: diferenças entre os métodos depilatórios

21/01/2015

Procedimentos de depilação com lâminas ou ceras são incômodos e muitas vezes pouco práticos. A democratização de novas técnicas tais como depilação a laser e a fotodepilação (luz intensa pulsada) vêm se tornando populares e dúvidas sobre os tipos de tratamento são freqüentes. Ambos procedimentos têm aspectos parecidos, mas diferentes, pois cada um utiliza um tipo de luz para atingir a raiz do pelo, o que é fundamental para sua eficácia.

 

"O laser é uma luz que possui um feixe reto, direcionado para a célula alvo, neste caso a melanina do pelo. A intensidade de sua onda atinge as células germinativas da raiz dos pelos, tornando-o mais eficaz, impedindo durante muito tempo que o pelo nasça e cresça", explica a dermatologista Sandra Badini, do Rio de Janeiro, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Já a fotodepilação é feita com uma luz difusa, não tão específica. "Trata-se de um método com luz pulsada de baixa intensidade, com vários comprimentos de onda menores do que do laser, e outras luzes não-laser, que têm efeito de enfraquecer e debilitar o  bulbo do pelo, mas não têm a capacidade real de destruir as células germinativas dos fios. Há portanto a necessidade de manutenção nas áreas já depiladas, e essa acaba sendo bem maior do que com o laser", esclarece a dermatologista.

 

Há um consenso entre os dermatologistas de que a luz intensa pulsada não é o método ideal (primeira opção) para a eliminação dos pelos, mas sim o laser. As técnicas de depilação a laser são duradouras, além de serem mais eficazes para todos os tipos de pele. A fotodepilação difere no tipo de luz utilizada para atingir a raiz do pelo não destruindo-a por completo. No mais, a fotodepilação não deve ser realizada em peles muito morenas, mulatas ou negras, pois existe o risco de provocar manchas, muitas vezes irreversíveis.

 

Para avaliar qual o melhor tratamento para a sua pele, o ideal é consultar um médico dermatologista e procurar informações técnicas detalhadas em artigos médicos, evitando propagandas de clínicas ou de fabricantes de aparelhos.

 

O tratamento de depilação com luz intensa pulsada é um método alternativo e válido que apresenta, no entato, um grau de eficácia inferior ao laser por ser menos agressivo, segundo a literatura médica. Portanto, a depilação a laser tem eficácia superior aos demais métodos e ao realizar o procedimento de acordo com as normas, respeitando os cuidados e precauções, o efeito é duradouro.

 

A Dermanlaser utiliza em seus tratamentos o laser Gentle Yag da Candela. Este equipamento é o mais utilizado nos EUA e o único liberado pela F.D.A (Food and Drugs Administrations) e pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no Brasil para todos os tipos de ele.  É considerado o equipamento mais seguro do mercado.

 

Para maiores informações sobre os métodos de depilação a laser, dúvidas e sugestões, inscreva-se em nossa Newsletter ou confira nossos procedimentos em nosso site.

 

Please reload

Posts em destaque

Depilação a laser ou Fotodepilação: diferenças entre os métodos depilatórios

21/01/2015

1/1
Please reload

Posts recentes
Please reload

Arquivo